top of page
  • Foto do escritorTeresa Boino

Fiscalidade sobre o trabalho em Portugal: como gerir encargos e motivação dos RH ?

Em Portugal, a fiscalidade sobre o trabalho prejudica a atração e a retenção de recursos humanos nas empresas. Consequentemente, também as famílias são afetadas, com uma séria diminuição do rendimento líquido disponível e das perspectivas de valorização/motivação financeira.


No quadro atual de elevados níveis de inflação, a competitividade empresarial atingiu um visível decréscimo. A contratação e a capacidade de compensar financeiramente os trabalhadores, bem como o seu nível de vida, também diminuíram.


Ainda assim, existem formas eficazes de articular estas variantes e potenciar uma melhoria das condições para ambas as partes – empresa e trabalhador. Considerando por exemplo as necessidades essenciais das famílias, como a alimentação e a educação, há componentes remuneratórias ou subsídios concedidos a título de complemento, que permitem compensar encargos familiares e, em simultâneo, aliviam as obrigações que as empresas têm de pagar ao Estado.


Há também recentes e positivas novidades: o Orçamento de Estado 2023 (OE 2023) parece inovar no que respeita a benefícios fiscais para as empresas em matéria laboral. A existência de um benefício fiscal para empresas que aumentem os salários é uma medida a merecer destaque.


Se gere uma empresa, a Boino e Associados pode ajudá-lo a alcançar uma situação fiscal eficiente e motivadora para os seus trabalhadores.


Aconselhe-se connosco.


📱+351 962 694 881


16 visualizações0 comentário
bottom of page